Um vídeo que começou de ontem para hoje a viralizar de uma servidora pública acusando um delegado  de assédio moral e outro tanto é impactante. Pior: a servidora já havia feito denúncias na Secretaria de Segurança Pública, Corregedoria e Ministério Público sem qualquer providência dos órgãos oficiais responsáveis. A situação parece pior do que a denunciada por uma escrivâ em Minas Gerais no ano passado. O servidor ainda não se posicionou, mas deve ter suas defesas. Mas a denúncia aparece quando pipocam pelo país os crimes de violência contra as mulheres que começam a tomar coragem de denunciar seus agressores. Se MPE  não entrar no caso, é bem provável que num Estado machista a denunciante agredida seja transformada de vítima em criminosa.

Deixe seu comentário:

Ponte Aérea

A ex-senadora Kátia Abreu acontecendo. No pós política-partidária. Ontem foi uma das convidadas especiais da posse do novo ministro do STF, Fl&...

IA nos fatos

22/02/2024

O secretário de Parcerias da Prefeitura de Palmas, Hiran Gomes, entregou cargo ontem. O ofício 035/23 em que agradece Cinthia Ribeiro a confiança é de...

No último dia 9 de fevereiro, a revista IstoÉ Dinheiro escreveu isto aqui: "Depois de superar a saraivada de críticas e de questionamentos nas últi...