5.176 candidatos participaram neste domingo, 03, do Vestibular da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) para os cursos presenciais. Os candidatos concorrem às 680 vagas distribuídas em 17 cursos de graduação gratuitos ofertados pela universidade. A prova foi aplicada nas cidades de Araguatins, Augustinópolis, Dianópolis, Palmas e Paraíso do Tocantins – cidades em que a Unitins possui Câmpus –  além de Araguaína, local de aplicação exclusivo para candidatos ao curso de Medicina.

 

Os candidatos tiveram que responder a 50 questões objetivas de diversas áreas do conhecimento e escrever a Redação em que podiam escolher entre dois temas: “O silêncio na sociedade do ruído” ou “Desafios para o enfrentamento de eventos extremos decorrentes das mudanças climáticas”.

 

Nesta edição, a taxa de abstenção foi de 17,29%, menor que a taxa registrada no último vestibular geral para os cursos presenciais, realizado em dezembro de 2022.

 

A expectativa dos candidatos é alta. Gabriely Vitória Durval, de 17 anos, comentou que “cursar Direito é meu sonho desde criança, além de me inspirar na minha mãe, que também fez o curso. Escolhi a Unitins porque, na minha opinião, oferta o melhor curso aqui no Tocantins. Então me preparei, fiz outros vestibulares, mas pretendo passar e cursar aqui”, disse a candidata.

 

Em Paraíso, o candidato Gustavo Benicio Aires Junior, de 27 anos, tenta ingressar pela segunda vez no curso de Ciências Contábeis. “A expectativa para fazer a prova hoje é acima de oito. Tomara que dê certo! Acredito que desta vez vai ser diferente, pois quando eu iniciei não tinha ideia de como era o mercado de trabalho. Era uma visão muito reduzida da que eu tenho hoje. Com o passar dos anos, tive a ampliação da minha mentalidade e entendi o quanto a carreira no ramo contábil pode auxiliar em aspectos cotidianos com a saúde financeira”, conta.

 

O vestibular foi realizado no período matutino, com abertura dos portões às 7h nas 14 unidades de aplicação. A prova iniciou às 8h15 nos seis municípios. Todo o processo ocorreu sem intercorrências, com o apoio das Polícias Militar, Civil e Científica, que garantiram a segurança e lisura do certame desde a escolta dos malotes de prova, monitoramento durante a aplicação e coleta de digitais dos candidatos.

 

No Bico do Papagaio, os candidatos estão ansiosos pelo resultado do certame. “Estou muito nervosa e ansiosa. Estudei muito, me preparei e as expectativas são as melhores possíveis. Tive que criar e manter uma rotina de estudos e dividir o tempo com o trabalho. Soube do vestibular da Unitins pela minha prima. Ela me avisou que ia ter e me incentivou a me inscrever”, disse Maria Clara Nogueira, 18 anos, candidata do curso de Direito do Câmpus Augustinópolis.

 

Gabriel Ping, 27 anos, mora em Imperatriz-MA, estuda há 2 anos para vestibulares e fez a prova da Unitins para o curso de Medicina pela primeira vez. “Achei a prova boa. Senti dificuldade em algumas questões mais específicas daqui da região e alguns outros assuntos que eu ainda não tinha chegado nos meus estudos. Mas, a prova estava muito bem elaborada. Agora vou descansar um pouco e esperar o resultado”, comentou.

 

Maria Alice, 20 anos, de Palestina-PA, elogiou a prova, a organização do processo seletivo e contou que pretende cursar Pedagogia no Câmpus Araguatins. “Escolhi Pedagogia porque é uma área em que você pode exercer a profissão de maneiras mais amplas, além da sala de aula. É um ótimo curso. E escolhi a Unitins porque é uma das melhores faculdades que eu conheço perto da minha cidade e Araguatins é uma cidade boa para mim, posso vir morar, trabalhar e estudar”, afirmou a candidata.

 

Na região sudeste, em Dianópolis, Patrícia Tavares, candidata ao curso de Administração, disse que a prova estava dentro do que ela esperava. “Achei o nível de dificuldade da prova razoável, não estava tão difícil. Já esperava por alguns temas e imaginava que a Redação pudesse trazer um tema relacionado às mudanças climáticas”, afirmou.

 

Em Palmas, os candidatos fizeram a prova em três locais de aplicação. Deivid Silva Assunção, de 20 anos, reside em Miracema-TO e disse que gostou muito da prova. “Achei a prova muito bem elaborada e bem ‘pé no chão’. Explorou muito bem questões relacionadas à regionalidade do Tocantins e trouxe temas atuais, do nosso dia-a-dia. Estou com muita esperança de ser aprovado e ansioso pela divulgação do resultado”, disse.

 

O reitor da Unitins, professor Augusto Rezende, comemora o sucesso do certame. “Mais uma vez o vestibular da Unitins foi um sucesso, não só no quantitativo de inscrições, convalidando como o maior vestibular da Unitins, mas também com a presença de mais de 82% de candidatos na aplicação das provas. A baixa abstenção mostra a credibilidade da universidade e a consolidação da Unitins como instituição de qualidade. É importante ressaltar que um certame dessa grandeza precisa do apoio de uma grande equipe, então agradecemos todos os colaboradores da Unitins, Comissão, fiscais e equipe de apoio, as forças de segurança [Polícias Militar, Civil e Científica] e, especialmente, ao Governo do Estado que valida e valoriza o ensino superior como política pública no Tocantins”, concluiu o reitor.

 

Deixe seu comentário:

Estado

Os candidatos que tiveram suas solicitações de isenção deferidas no Concurso Público do Quadro Geral do Município de Palmas pre...

O empresário, cristão evangélico e ex-presidente da Juventude no município, Thiago Paulino, 31 anos, assumirá a Secretaria de Desenvolvimento Eco...

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 5ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC -Guaraí), concluiu nesta sex...