O governo tem mais duas semanas para publicar o Relatório de Gestão Fiscal de 2022. É o balanço das contas anuais que também é encaminhado à Secretaria do Tesouro Nacional para averiguar a condição fiscal da administração.

 É, também, uma obrigação legal disposta na Lei Complementar 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal. O descumprimento leva a crime de responsabilidade passível de cassação de mandatos.

Pela execução orçamentária, o Executivo tem uma situação confortável, comparada a de governos anteriores.  A Secretaria do Tesouro Nacional registra nesta segunda que não existe qualquer pendência do governo Wanderlei Barbosa no Cauc (Sistema de Informações sobre Requisitos Fiscais), o Serasa da União.

Diferente de dez dias atrás quando o mesmo Cauc registrava nada menos do que 13 pendências. Em duas semanas, o governo regularizou sua situação dentro, aliás, dos prazos legais para isto.

O fato é que nesta segunda-feira o governo Wanderlei Barbosa está em dias com todos os itens exigidos nas Obrigações de Adimplência Financeira, Prestação de Contas de convênios, Transparência, Adimplemento de Obrigações Constitucionais ou Legais, e de Cumprimentos de Limites Constitucionais e Legais.

No popular: limpinho quando há três anos fazia força para descumprir LRF e tomar emprestado para pagar até salários, terminantemente proibido pela Legislação.

Deixe seu comentário:

Destaque

Faltando ainda uma semana para o encerramento do mês, os auditores fiscais já superaram em mais de 10% a meta de arrecadação de fevereiro, determinada pe...

O projeto de construção da infraestrutura turística na praia do Lago do Manoel Alves, localizado em uma região entre os municípios de Dia...

O senador Irajá Abreu (PSD) dá indícios de querer escalar sua campanha eleitoral com quatro anos de antecedência. Se até agora fazia uso de sua...