A prefeita Cínthia Ribeiro tem razões de sobra para continuar à frente da Prefeitura sem a necessidade de licença maternidade. Com sáude em dias, a cidade é a 81ª mais competitiva do país (no que atrai investidores e empregos) administra mais de R$ 100 milhões em obras na cidade e vê, a cada dia, a sombra dos contaminados (e óbitos) da Covid-19 ficando para trás. Paralelamente, recebe do governador interino Wanderlei Barbosa a garantia de entendimentos sobre a construção de um hospital municipal na cidade que iria desafogar tanto o HGP quanto as UPAs.

Deixe seu comentário:

Ponte Aérea

O secretário de Finanças de Palmas, Rogério Ramos, celebrando o Refis com toda razão. O programa já significava até quarta a neg...

Saia justa

01/12/2021

O presidente da Adetuc, Hercy Filho, foi colocado numa saia justa ontem no Jalapão. Defensor, com razões técnicas, da concessão viu-se diante da dec...

Maria Mendonça

30/11/2021

Parecer favorável da senadora Kátia Abreu pode ser aprovado nesta terça na Comissão de Infraestrutura do Senado. O PL determina obr...