Configurando que a reforma administrativa não teria como imperativo categórico negociações políticas com deputados e  antecipando-se à abertura do ano legislativo, o governador Wanderlei Barbosa mandou publicar na manhã desta terça , em edição extra do Diário Oficial, nomeação de secretários.

O destaque ficou para a nomeação da ex-secretária do Meio Ambiente, Miyuki Hiashida, para a Secretaria da Pesca e Aquicultura. Manteve Deocleciano Gomes na Casa Civil, Jaime Café (Agricultura) e Fábio Vaz (Educação). A Meio Ambiente, assim, ficou vaga até agora.

Manteve ainda  Julio Edstron (Fazenda), Jairo Mariano (Secretário da Governadoria), Sergislei Moura (Planejamento),  Afonso Piva (Saúde),Paulo Benfica (Administração), Narubia Silva (Povos Originários),  Berenice Barbosa (Secretaria da Mulher), Márcio Rocha (Secretaria de Comunicação), Deusiano Amorim (Cidadania), Wlademir Costa (Segurança Pública), Márcio Pinheiro (Ageto) e Kleidson Moura (procurador geral do Estado).

Ficou de fora, dentre outras (inclusive as nomeações na administração indireta) a Secretaria da Cultura e Turismo, o que fortalece o raciocínio de que serão desmembradas, expediente que necessita de lei específica submetida aos deputados estaduais, posto modificar a estrutura do governo.

Deixe seu comentário:

Destaque

Faltando ainda uma semana para o encerramento do mês, os auditores fiscais já superaram em mais de 10% a meta de arrecadação de fevereiro, determinada pe...

O projeto de construção da infraestrutura turística na praia do Lago do Manoel Alves, localizado em uma região entre os municípios de Dia...

O senador Irajá Abreu (PSD) dá indícios de querer escalar sua campanha eleitoral com quatro anos de antecedência. Se até agora fazia uso de sua...