O Executivo estadual registrou em 2020 um superávit primário da ordem de R$ 784,9 milhões. Mais que o dobro da meta prevista na LDO/LOA de R$ 285,7 milhões.

O resultado primário é a diferença entre as receitas e despesas do governo, retirando-se as despesas com juros.

Incluindo-se os juros, o resultado é reduzido em R$ 114,9 milhões, o valor contabilizado como juros.

O governo, entretanto, desembolsou outros R$ 361,1 milhões com amortização da dívida e mais R$ 639,9 milhões apenas com a variação cambial dos contratos da divida com bancos estrangeiros.

Apesar desse resultado primário, o governo gastou em investimentos (obras, equipamentos e instalações) apenas R$ 548 milhões de um orçamento previsto de R$ 1 bilhão e 433 milhões para investimentos.

Deixe seu comentário:

Ponto Cartesiano

 O volume de notas fiscais emitidas no Estado (de competência da Secretaria Estadual da Fazenda) somaram em 2020 o montante de R$ 164 bilhões e 168 mil...

Os deputados retomam a discussão sobre a criação de novos municípios no Estado.  Extraindo a inoportunidade do debate (Estado deve registrar nes...

O governo vai pagar os salários de fevereiro do funcionalismo no sábado. Segue o compromisso mantido por Mauro Carlesse desde a interinidade no governo até hoj...