O governo vai pagar os salários de fevereiro do funcionalismo no sábado. Segue o compromisso mantido por Mauro Carlesse desde a interinidade no governo até hoje. Carlesse tem pago em dia (às vezes antecipado) também o 13º, diferente dos governos que o antecederam. A medida proporciona planejamento financeiro dos servidores.

Ainda que acerte só o líquido dos salários (tem atrasado, assim como os governos anteriores, a quitação de contribuições)o valor a ser liberado de R$ 178 milhões aos ativos e inativos decorre da folga financeira permitida pelo ajuste fiscal e atraso na execução orçamentária cujo decreto ainda não foi publicado.

Ou seja, o governo ainda trabalha com as restrições da falta de orçamento, ainda que a LOA tenha sido aprovada há uma semana. Isto represa investimentos e limita gastos a 1/12 do executado no ano passado. De outro modo: gera poupança.

Esta semana, por sinal, o governo anuncia a antecipação de salários mesmo sem que a Secretaria do Tesouro Nacional publicasse o valor que será depositado na conta do governo como terceira parcela do Fundo de Participação dos Estados.

Para se ter uma idéia do valor, em fevereiro de 2020 o montante da terceira cota de FPE do mês correspondeu a R$ 94,3 milhões. Equivalente a metade da folha líquida deste mês a ser paga no sábado.

 

Deixe seu comentário:

Ponto Cartesiano

Decorridos menos da metade do mês, os auditores do Fisco já colocaram nos cofres do tesouro estadual o equivalente a R$ 213 milhões e 781 mil até esta qu...

O contorcionismo de um grupo de vereadores na Câmara, guiados pela presidente Janad Valcari, para desfazer o novelo em que se enrolaram expõe o grau de res...

A arrecadação de receitas de ICMS no Estado segue seu vetor de alta. Os auditores conseguiram até ontem (relatório desta quarta) arrecadar o mon...