A Secretaria da Fazenda corrigiu na manhã desta quarta o relatório de arrecadação de ICMS do mês de dezembro. Os dados haviam sido publicados por este blog, com relatórios da Diretoria da Receita/Coordenação de Arrecadação, relativo ao período de 1º a 31 de dezembro de 2020.

No novo relatório, a Fazenda demonstra que a arrecadação não fora os R$ 107 milhões do relatório consolidado publicado. E sim de R$ 328,9 milhões. Com isto, o Fisco teria (ao contrário do primeiro relatório) cumprido 128,10% da meta estabelecida para o mês.

Ainda assim, uma arrecadação inferior aos R$ 340 milhões de novembro de 2020. Mas superior aos R$ 277 milhões de novembro de 2019. Um crescimento de 18,4% contra uma inflação de 4,23% nos doze meses.

Como é óbvio ninguém faz desaparecer nem aparecer R$ 221 milhões assim da noite para o dia (diferença entre o primeiro e o segundo relatórios), as inconsistências do primeiro relatório podem estar na não contabilização (no primeiro) da arrecadação dos combustíveis, comunicação, substituição e energia.

 E aí surgiria certamente a dúvida acerca dos motivos de no início do mês (e do ano) a Fazenda elaborar um relatório sem a arrecadação dos setores (o primeiro), diferente dos relatórios elaborados durante todo o exercício e publicados por este blog da forma como registrados na Diretoria da Receita.

Deixe seu comentário:

Ponto Cartesiano

A Secretaria de Saúde fez circular nota na noite de ontem pretextando afastar “quaisquer” riscos de desabastecimento nos hospitais (leitos de UTIs) de pac...

O Fisco estadual conseguiu colocar nos cofres públicos de 1º a 20 de janeiro o equivalente a R$ 234 milhões e 549 mil de arrecadação de ICMS....

Política pura: a bancada de congressistas do Estado que quedou-se literalmente em silêncio (ou não tomou qualquer medida em oposição) quando Jai...