O governo espera conceder no próximo ano o montante de R$ 687 milhões de benefícios fiscais ao empresariado. Os setores mais beneficiados foram o díesel/gasolina/querosene de aviação, com renúncia de receita de R$ 197,8 milhões.

Os produtores do Pro-Indústria foram agraciados com R$ 197,2 milhões de isenções. Em terceiro lugar veio o polo atacadista com renúncias de receita (isenções) de R$ 124,1 milhões.

Corrigir valores de renúncia fiscal é ação legítimas dos governos. No Estado, entretanto, a estimativa de isenção foi corrigida em 71,75% em relação à previsão de 2022, projetada em R$ 400 milhões.

No Projeto de Lei Orçamentária em tramitação no Legislativo estadual, as receitas do Estado foram corrigidas, entretanto, em apenas 12%.

Deixe seu comentário:

Destaque

Faltando ainda uma semana para o encerramento do mês, os auditores fiscais já superaram em mais de 10% a meta de arrecadação de fevereiro, determinada pe...

O projeto de construção da infraestrutura turística na praia do Lago do Manoel Alves, localizado em uma região entre os municípios de Dia...

O senador Irajá Abreu (PSD) dá indícios de querer escalar sua campanha eleitoral com quatro anos de antecedência. Se até agora fazia uso de sua...