Desde a última quinta-feira, 7, quando foi divulgado o veto a parte da Lei que cria o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual,  o deputado Célio Moura diz que vem se pronunciando contra a medida. Assim que tomou conhecimento do veto a parte da lei aprovada pelo Congresso e que é de autoria da deputada Marília Arraes (PT-PE), Célio informa que  entrou em contato com a liderança da bancada do PT para alinhar-se às articulações para a derrubada do veto.

Deixe seu comentário:

Ponte Aérea

O secretário de Finanças de Palmas, Rogério Ramos, celebrando o Refis com toda razão. O programa já significava até quarta a neg...

Saia justa

01/12/2021

O presidente da Adetuc, Hercy Filho, foi colocado numa saia justa ontem no Jalapão. Defensor, com razões técnicas, da concessão viu-se diante da dec...

Maria Mendonça

30/11/2021

Parecer favorável da senadora Kátia Abreu pode ser aprovado nesta terça na Comissão de Infraestrutura do Senado. O PL determina obr...