O Banco da Amazônia tem disponível para aplicar no Tocantins o montante de R$ 1 bilhão e 677 milhões em 2021 com recursos do Fundo Constitucional do Norte (FNO). O valor é 22% dos R$ 7 bilhões e 568 milhões previstos para todos os Estados da região (TO/AM/PA/RO/RR/AP/AC). Ou seja, o empresário rural e não rural do Estado não pode reclamar de crédito a juros mais baixos.

O Basa prevê ingresso de recursos financeiros para 2021, provenientes do FNO via repasse da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), de R$ 2.723,46 milhões, gerando uma disponibilidade total estimada em R$ 7.568,15 milhões.

Do valor estimado para aplicação no Tocantins, R$ 953 milhões são direcionados  a empreendimentos rurais e outros R$ 753 para empreendimentos não rurais.

Nos valores destinados aos Estados da região Norte, o Tocantins é o segundo maior contemplado (R$ 1,677 bilhões).  O que receberá maior alocação de recursos é o Pará (sede do banco) com R$ 2,267 bilhões.

Rondônia terá R$ 1,583 bilhões, Amazonas (R$ 894 milhões), Acre (R$ 378 milhões),  Amapá (R$ 378 milhões) e Roraima (R$ 378 milhões) fecham as previsões.

Deixe seu comentário:

Ponto Cartesiano

A Secretaria de Saúde fez circular nota na noite de ontem pretextando afastar “quaisquer” riscos de desabastecimento nos hospitais (leitos de UTIs) de pac...

O Fisco estadual conseguiu colocar nos cofres públicos de 1º a 20 de janeiro o equivalente a R$ 234 milhões e 549 mil de arrecadação de ICMS....

Política pura: a bancada de congressistas do Estado que quedou-se literalmente em silêncio (ou não tomou qualquer medida em oposição) quando Jai...