Nem bem assumiu o cargo de vereadora (expressiva votação de 2.083/3ª mais votada), a professora Janadi Valcari (Podemos) é confrontada com a amplificação de ação civil pública, proposta pelo Ministério Público Estadual de Paranã ainda em 2018, acusando-a e ao prefeito da cidade (e outros supostos envolvidos), Fabrício Viana, de improbidade administrativa. A expansão da ação nas redes sociais, como é notório, tenciona efeito apenas no plano político, tornando a vereadora um pato manco no mandato, dado que legalmente não há nada que impeça ou desabone a vereadora eleita. Tanto que teve a candidatura aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Mas é um tornado na sua pretensa candidatura a presidir o Legislativo  municipal de Palmas cuja eleição se dá daqui a quatro dias.

Deixe seu comentário:

Ponte Aérea

DEM: meio a meio

27/01/2021

A crise no Democratas não influenciará nos votos do partido no Tocantins na eleição da presidência da Câmara dos Deputados. A presidente reg...

A defensora pública Estellamaris Postal assumiu ontem o cargo de Defensora Geral do Estado para o biênio 2021/2023.  Uma das pioneiras da Capital e da pr&...

Em se plantando

23/01/2021

O vice Wanderlei Barbosa recebendo prefeitos e coletando demandas municipais. Começa a fazer o que implementou em favor de Mauro Carlesse quando o governador era ainda pre...