O vice-governador do Estado do Tocantins, Wanderlei Barbosa, participou nesta quarta-feira, 14, de uma reunião virtual entre os governadores dos nove estados do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal e os embaixadores dos Estados Unidos, Todd Chapman; da Alemanha, Heiko Thoms; da Noruega, Nils Martin Gunneng; do Reino Unido, Peter Wilson; e da União Europeia, Ignacio Ybanez Rubio.

 

O objetivo da reunião, convocada a pedido dos próprios embaixadores, foi discutir assuntos relacionados ao clima e ao meio ambiente, que devem pautar eventos que serão realizados ainda este ano, como o Fórum de Bioeconomia de Belém e a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26).

 

O embaixador Todd Chapmam afirmou que os Estados Unidos têm interesse em trabalhar com os estados amazônicos brasileiro, e apontou temas importantes que dizem respeito ao desmatamento e a busca de financiamento para projetos que visam atingir as metas de redução de emissão de gás carbônico. Também destacou que essas metas devem respeitar os direitos humanos, protegendo os interesses dos grupos indígenas, quilombolas e todos os povos que trabalham dentro da região amazônica.

 

“Muitos países da Europa já financiaram muitos projetos aqui no Brasil e nós estamos querendo aumentar a nossa participação nesse processo”, revelou o embaixador americano.

 

Os governadores entendem que a Amazônia tem um papel imprescindível para a segurança climática e deve contribuir para a redução dos gases de efeito estufa, mas as pessoas precisam de alimentação e acesso à infraestrutura e qualidade de vida.

 

Plano de Recuperação Verde do Tocantins

Durante a reunião, o vice-governador Wanderlei Barbosa apresentou o Plano de Recuperação Verde do Tocantins (PRV/Tocantins), e afirmou que o Estado promove um desenvolvimento baseado na sustentabilidade.

 

De acordo com Wanderlei Barbosa, o PRV/Tocantins tem quatro eixos e consiste na implementação de projetos para a redução das emissões dos gases do efeito estufa; projetos de prevenção, monitoramento e controle de incêndios florestais; programas de desenvolvimento produtivo sustentável que envolvam comunidades tradicionais, e estimulem o turismo, a piscicultura e a revitalização das bacias hidrográficas; incentivo a agroindústria baseada na biodiversidade do cerrado tocantinense; implementação do Plano Estadual de Resíduos Sólidos; e construção de estradas parque no Jalapão.

 

“Para tirar as medidas do papel, o Estado tem de buscar a ampliação de recursos nacionais e estrangeiros voltados aos chamados negócios e iniciativas verdes, como turismo e bionegócios”, ressaltou o Vice-governador.

Deixe seu comentário:

Estado

A Polícia Civil do Tocantins, por meio do Instituto de Identificação em parceria com Instituto de Medicina Legal (IML), órgãos vinculados &ag...

  O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, lança nesta quinta-feira, 13, a Feira Agrotecnológica do Tocantins – Agrotins 2021 100% Digital....

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), iniciou nesta terça-feira, 11, mais uma etapa de entrega de kits de ali...