O governo publicou ontem os valores para efeito de  Índice de Participação dos Municípios para 2023 já incluindo decisões judiciais.

O cálculo é tomado tendo como linha de corte outubro de 2022. Os valores referenciais para a aplicação do índice demonstram parte da economia do Estado.

São considerados como valores adicionados (Notas Fiscais/DIFs) no período no Estado o volume de R$ 60 bilhões e 753 milhões à base de cálculo.

O comércio é disparado no acréscimo totalizando R$ 7 20,08 bilhões de movimentação no ano. Em seguida vem a indústria com R$ 12,2 bilhões, combustíveis (R$ 7,9 bilhões), Pecuária (6,851 bilhões), agricultura (R$ 3,4 bilhões), energia (R$ 2,254 bilhões) e  usinas hidrelétricas (R$ 2,251 bilhões).

Deixe seu comentário:

Destaque

Faltando ainda uma semana para o encerramento do mês, os auditores fiscais já superaram em mais de 10% a meta de arrecadação de fevereiro, determinada pe...

O projeto de construção da infraestrutura turística na praia do Lago do Manoel Alves, localizado em uma região entre os municípios de Dia...

O senador Irajá Abreu (PSD) dá indícios de querer escalar sua campanha eleitoral com quatro anos de antecedência. Se até agora fazia uso de sua...