A Câmara dos Deputados tem a oportunidade de dar um basta neste processo em curso no país há dois anos. Os crimes praticados pelo deputado Daniel da Silveira, como é público, são perpetrados quase que diariamente pelos bolsonaristas. E a finalidade não é outra: aplicar um golpe na democracia brasileira.

É um cidadão sem escrúpulos como tantos que emergiram nestes tempos. Sem qualquer apreço à democracia e às instituições que a sustentam. Não tem qualquer zelo em preservar direitos constitucionais o que por si só já o empurraria para a marginalidade, enquadrado na Lei de Segurança Nacional.

Aqui e acolá já se levantam vozes de parlamentares contra prisão. Estabelecem controvérsias acerca do flagrante contínuo, como se as publicações terroristas do deputado não fossem consideradas continuamente até sua retirada das redes sociais.

E aí o pulo do gato para tirar da cadeia o parlamentar. De outro modo: a Câmara ao passar a mão sobre a cabeça de Daniel Silveira, fazendo uso de firulas processuais, estaria, o mesmo Legislativo que escolheu por maioria ficar com Jair Bolsonaro na eleição da presidência da Câmara dos Deputados, alimentando o bolsonarismo a fechar o Congresso e o Supremo.

E pode piorar diante da explícita declaração de Jair Bolsonaro de que precisa armar a população para evitar um golpe que, tudo indica, estaria sendo preparado por ele próprio.

Muito grave.

Deixe seu comentário:

Ponto Cartesiano

 O volume de notas fiscais emitidas no Estado (de competência da Secretaria Estadual da Fazenda) somaram em 2020 o montante de R$ 164 bilhões e 168 mil...

Os deputados retomam a discussão sobre a criação de novos municípios no Estado.  Extraindo a inoportunidade do debate (Estado deve registrar nes...

O governo vai pagar os salários de fevereiro do funcionalismo no sábado. Segue o compromisso mantido por Mauro Carlesse desde a interinidade no governo até hoj...