Não tenho curso superior mas administro o Estado,disse ontem o governador Mauro Carlesse solidarizando-se com o discurso do novo presidente da Adapec, Paulo Lima. Carlesse está correto: administrar pessoas, processos e vidas depende mais de sensibilidade do que de títulos. Ademais, governadores são eleitos por avaliação política que implica em sensibilidade para os problemas das pessoas. E não de diplomas. Caso contrário, não precisaria de eleição: bastaria um concurso de currículos escolares com os tais doutores e pronto. E se teria, por consequência, um tiro na democracia.

Deixe seu comentário:

Ponte Aérea

Adriana na pista

05/08/2021

Se o governador Mauro Carlesse trabalhar uma base de potenciais candidatos na chapa proporcional das eleições do próximo ano, algo natural nos governos, cer...

Sobre nota nesta coluna ontem (Melhores amigos para todo o sempre) o ex-governador Marcelo Miranda (presidente regional do MDB), explicou ao blog que gravou depoimento pelos 93 ano...

Ainda os 93 anos de Siqueira Campos. O ex-governador Marcelo Miranda surpreendeu muita gente com a mensagem de cumprimentos e reconhecimento a Siqueira. Marcelo saiu de um dep...