Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
  • Home
  • Ponto Cartesiano
  • Expira nesta quinta prazo para lançamento de folha de pagamento e Igeprev não tem presidente, diretor previdenciário e assessoria jurídica!!! E Secretário de Fazenda de recesso!!
Ponto Cartesiano

Expira nesta quinta prazo para lançamento de folha de pagamento e Igeprev não tem presidente, diretor previdenciário e assessoria jurídica!!! E Secretário de Fazenda de recesso!!

Passados dez dias do novo governo e da abertura do exercício orçamentário e financeiro (com o orçamento do ano passado), o Palácio protela a nomeação de titulares de cargos na administração. Pode ser estratégia política (a eleição da mesa diretora está a três semanas e você sabe a importância do Legislativo para o Executivo, as ações/omissões da deputada Luana Ribeiro com o orçamento são públicas) mas em alguns casos alcançando a irresponsabilidade, um grau acima da falta de planeamento indiscutível que se percebe, ainda que Mauro Carlesse comande o Estado beirando os 300 dias.

É o que se dá no Igeprev: o fundo dos aposentados e pensionistas está, desde o dia 1º de janeiro de 2019, sem presidente, diretor previdenciário, chefe de setor de pagamento e sem assessoria jurídica. Como expira nesta quinta, 10, o prazo para o lançamento da folha de pagamento, estão comprometidos a implantação de aposentadorias e outros benefícios. Além, evidentemente, de situações que envolvam o cumprimento de ordens judiciais e contratações.

Apesar disso, os secretários omitiam-se ontem a dar explicações aos servidores. Deu chá de cadeira ao presidente do Sindare, Jorge Couto (que é conselheiro do Igeprev) e não o recebeu para dar justificativas ou solução para o problema. O sindicalista não teria sido recebido na Casa Civil. Foi informado na Casa Civil por uma secretária que o secretário Rolf Vidal não o atenderia mesmo estando presente e informado do assunto. O mesmo acontecendo com o sub-secretário Bruno Cesarino.

Na Secretaria da Fazenda, a informação ao sindicalista era a de que o Secretário estaria de recesso. Jorge Couto protocolou, assim, ofício. “Agora na hipótese de a situação de menoscabo com o órgão e com os usuários do Igeprev persistir,buscaremos auxílio do Ministério Público Estadual e até do Judiciário. Antes porem temos a expectativa do governador Mauro Carlesse, ao ler o ofício que lhe dirigimos nesta tarde atenda aos nossos apelos”, disse o sindicalista a este blog na noite de ontem.

No Estado, o número de servidores que consegue o benefício aposentadoria/pensão é de cerca de 120 por mês (balanço de 2017). De 2005 a 2017, a despesa previdenciária do governo com o Igeprev cresceu 289% contra uma inflação de 71% no período. Ou: 218% reais. De janeiro de 2015 a fevereiro de 2018, aposentadorias e pensões no Estado passaram de R$ 26 milhões ao mês para R$ 86 milhões mensais. Deve estar mais elevado este número, o balanço ainda não foi publicado. O Igeprev (além das contribuições não repassadas) tem um déficit de R$ 4 milhões ao mês (R$ 48 milhões ao ano). Como se nota, governo e servidores deveriam estar preocupando-se com esse ajuste aí. Mas o Igeprev sequer, pelo visto, passa pela agenda política do Palácio.

Posts relacionados

Carlesse e Amastha fazem opção por ficar na Capital nesta sexta. Grupos dos dois candidatos tem avaliações divergentes mas que convergem num ponto

luizarmandocosta

Esse negócio do Secretário da Fazenda fazer birrinha com auditores pode dar errado. Sindicalistas mantém movimento nesta 2ª

luizarmandocosta

Contratações da saúde são um substrato da administração: orçamento reduzido em 8,8% e pregões cancelados para contratações 13% mais onerosas

luizarmandocosta

Deixe seu comentário