Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
  • Home
  • Ponto Cartesiano
  • Decisão do governo de mandar pagar aposentados sem a contribuição é intromissão ilegal e indevida no Igeprev!! que é órgão autônomo cuja receita é dos servidores!!!
Ponto Cartesiano

Decisão do governo de mandar pagar aposentados sem a contribuição é intromissão ilegal e indevida no Igeprev!! que é órgão autônomo cuja receita é dos servidores!!!

A decisão do governo de mandar o Igeprev pagar os militares da reserva sem que ele (governo) repasse a contribuição do valor da patente é também uma ilegalidade e uma intromissão indevida do Palácio no fundo dos aposentados.

O fundo tem um conselho e, ao contrário do que tenta fazer crer o governo (colocou-o na nova estrutura ligado à administração) o Igeprev é um órgão próprio, tem receitas próprias!! O governo não manda legalmente no Igeprev, não é uma secretaria de Estado. Os seus recursos são dos servidores e não do governo!!

Ainda que ele tente impor isso como na decisão da semana passada de nomear como conselheiros do fundo secretários de Estado. O conselho é, entretanto, paritário: metade governo, metade de servidores.

Desde o ano passado que segurava a nomeação dos conselheiros e até hoje sequer a política de investimentos do Igeprev para 2019 foi aprovada. Deveria ter sido aprovada no ano passado, é na verdade o orçamento do Igeprev.

Isto faz com que a argumentação imposta à PM para justificar as promoções como desoneração da folha é uma falácia. O governo já não está pagando o Igeprev há muito (dívida de quase R$ 1 bilhão). O Igeprev para pagar os R$ 100 milhões de aposentadorias todo mês tem retirado das aplicações na Caixa e no BB. O governo não está também fazendo aportes.

Como pela lei dos RPPS no caso de inadimplência, falta de liquidez ou falência do Igeprev quem é responsável por pagar as aposentadorias e pensões é o governo, o Palácio está aumentando a dívida futura do contribuinte.

E não está nem aí pra nada. Com o apoio de deputados e servidores públicos e a complacência do TCE e do MPE.

Posts relacionados

Dinheiro que, se não entra, nem fica. No Jornal do Tocantins desta quarta

luizarmandocosta

Despejados, mas extras em dias. Meu artigo desta quarta no Jornal do Tocantins

luizarmandocosta

Crítica de Carlesse a Cíntia um dia antes da convenção, abriu avenida para Ataídes e prefeitos tucanos em favor de Wanderlei Barbosa!!! Lembram-se do R$ 1 milhão que cada um receberá do empréstimo aprovado pelo governo?É política? É!!! Mas que fique clara sua natureza!!!

luizarmandocosta

Deixe seu comentário