No debate organizado pelo DCE/UFTO de Porto Nacional na última sexta, no centro de Convenções Comandante Vicentão, o candidato a prefeito pelo MDB, atual prefeito Joaquim Maia, indagou a outro candidato, o empresário Ronivon Maciel (PSD), seu vice-prefeito rompido, o que ele faria pela saúde de Palmas se fosse eleito. Ronivon, sem pestanejar, respondeu ao prefeito o que faria pela Capital. Na disputa por votos para saber quem faria mais pela saúde dos portuenses. Não se sabe se o nonsense (e descuido) foi só de Maia ou de Ronivon. Mas que o desinteresse involuntário ou não pela saúde de Porto foi dos dois, lá isso foi.

 

Deixe seu comentário:

Ponte Aérea

Relator da nova PM

15/04/2021

É do deputado Ricardo Ayres a relatoria do projeto de lei complementar que trata da transformação da Polícia Militar em Secretaria de Estado. O pro...

Destacando união

14/04/2021

O presidente da Assembléia Legislativa, Antonio Andrade, destacou ontem o trabalho conjunto com o governo na pandemia. Segundo ele é o caminho para vencermoso Cov...

Parcerias andando

13/04/2021

O secretário de Parcerias e Investimentos, Claudinei Quaresemin, é tido como um auxiliar de difícil acesso e meticuloso nos encontros. Mas no que lhe com...