Nesta terça-feira, 18, a Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio da 81ª Delegacia de Ponte Alta do Tocantins, concluiu o inquérito que apurava as circunstâncias da morte do ex-vereador da cidade de Mateiros, Abidoral Ribeiro de Jesus, de 45 anos, e indiciou, pelo crime de homicídio qualificado, uma mulher de 55 anos e o filho dela de 30 anos como sendo os autores do crime. 


 

Conforme explica o delegado Roberto Assis, responsável pelo caso, ficou constatado durante as investigações, que vítima e autores estavam em uma festa realizada em uma chácara na zona rural de Mateiros, no último dia 18 de maio do corrente ano, quando Abidoral teria jogado um balde de água a fim de baixar a poeira, onde populares dançavam. Descontente com o ato, a mulher partiu para cima da vítima a fim de tirar satisfações, tendo início uma briga. 


 

“Ocorre que nesse momento, o filho da mulher, veio por trás e aplicou um golpe de chave de braço,  vulgarmente conhecido como mata leão, e imobilizou a vítima, momento em que, armada com uma faca, a mãe do homem desferiu quatro golpes que atingiram as nádegas do ex-vereador, que mesmo socorrido, não resistiu a gravidade dos ferimentos e foi a óbito”, disse a autoridade policial. 


 

Logo após tomar conhecimento dos fatos, as equipes da 81ª DP, sob o comando do delegado Roberto, iniciaram as investigações e diligências e conseguiram identificar os autores, bem como esclarecer a motivação para o crime. Desse modo, com as investigações concluídas, e os dois suspeitos indiciados pelo crime de homicídio qualificado, o caso está encerrado e o inquérito policial foi remetido ao Poder Judiciário, com vistas ao Ministério Público do Tocantins para a adoção das medidas legais cabíveis, que se fizerem necessárias. 

 

Para o delegado Roberto Assis, o desfecho das investigações traz uma resposta satisfatória a toda a comunidade de Mateiros, uma vez que o ex-vereador Adidoral de Jesus era pessoa muito conhecida e querida por grande parte da população e sua morte causou enorme comoção na cidade. 

 

“Por meio de um trabalho minucioso de investigações, em pouco mais de um mês, a Polícia Civil conseguiu elucidar o homicídio do qual foi vítima, o ex-vereador Abidoral, e identificar os autores desse crime bárbaro. Agora, o inquérito foi enviado ao Poder Judiciário e temos esperança de que seja julgado de forma rápida e que os envolvidos sejam presos, para que seja feito o atendimento do clamor da população”, pontuou a autoridade policial. 

Deixe seu comentário:

Estado

Julho também é mês de alta demanda para a Região Turística Encantos do Jalapão. Nos últimos anos, a região se tornou um dos...

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 63ª Delegacia de Polícia de Paraíso, concluiu nesta quinta-feira, 18, a inv...

O secretário-chefe da Casa Civil, Deocleciano Gomes, representando o governador Wanderlei Barbosa, recebeu na tarde desta quinta-feira, 18, no Palácio Araguaia Gov...