Tem chamado a atenção a caravana de servidores da Secretaria do Turismo autorizada a viajar a Lisboa (Portugal) e Berlin (Alemanha) de 28 de fevereiro a 7 de março. Com ônus pelo Estado, quanto às passagens aéreas e diárias:

A finalidade é indiscutivelmente relevante para um Estado com potencial turístico como o Tocantins: a 34ª BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa (Lisboa/Portugal) e do  ITB Berlin - Internationale Tourismus Börse (Berlim/Alemanha).

O debate se dá no número de integrantes e seus cargos: 13 pessoas. Não é usual, por outro lado, um secretário deixar o país junto com a secretaria executiva e o superintendente simultaneamente. A pasta ficaria, em tese, acéfala por mais de dez dias.

Ademais, até assessores do Governador integram a comitiva que tem ainda prefeito, analista da cultura, gerente de promoção do turismo e um representante dos povos indígenas.

Os desgastes das extensas comitivas internacionais do ano passado à Europa não alteraram, tudo indica, a contabilidade oficial dos custos. Onde o governo pode até ter suas justificativas para o gasto, mas que para a população dá no mesmo: muita gente e gasto para pouca coisa de resultado.

Deixe seu comentário:

Ponto Cartesiano

O partido não poderia deixar o deputado Filipe subir no palanque de Bolsonaro e Janad para pedir votos a Eduardo Siqueira, de outro partido. A reaç...

O ex-presidente Jair Bolsonaro deve deixar Palmas revigorado. Não é usual um político fora do cargo (e com tantos problemas) ficar dois dias em uma cidade atr...

Não vale um tostão furado a explicação consumida nos bastidores de que o deputado Filipe Martins teria sido expulso do palanque de Jair Bolsonaro por te...