Enquanto setores do governo chafurdam para dificultar as ações da Fazenda que proporciona crescimento de receitas seguidamente, dados do Ideb revelados agora colocam o Tocantins dentre os 10 piores Estados no acesso à educação de qualidade.

Os números foram publicados nesta segunda pelo Valor Econômico, fundados em dados do Ideb.

O Tocantins recebeu a pontuação 4,6. Pior que os 5.2 de Goiás. O Estado só não é pior do que Maranhão (4.2), Amapá (4.2), Pará (4.3), Acre (4.5), Rio Grande do Norte (4.5). Perde até para o Piauí (4.8).

No Mapa, o Tocantins é considerado um Estado crítico no setor. Apesar do governo ter aplicado em educação no ano passado a soma de R$ 3.064.458.094,60 (RREO/janeiro/dezembro/2023). Ou seja,  acima da exigência constitucional.

Deixe seu comentário:

9 Comentário(s)

  • João
    04/04/2024

    Os profissionais mais valorizados do estado são as polícias, obviamente os menos refletem na educação

  • Dinair Rocha de Sousa Teles
    03/04/2024

    Não adianta tanto investimento senão focar em desenvolver técnicas de como despertar no aluno interesse e a responsabilidade de querer estudar e permanecer na escola duranteo ano letivo. Busca ativa foi quem detonou o ideb do estado. É lógico que aluno que não estudou durante alguns bimestres conseguisse responder uma prova como a prova Brasil, querendo ou não esse meio de trazer o aluno de volta não funcionou. E o trabalho do professor vom os demais ficou prejudicado.

  • Edson Mendes Alves
    03/04/2024

    Se o governo aplica, até acima do teto do gov federal e a coisa está ruim,então é questão de gestão. O governador pode cobrar mais eficiência da Seduc. Nosso Estado era para ser referência em educação, igual o Estado do Ceará.

  • Amelia Povoa concaeição Aires
    03/04/2024

    Não tem condução para os meninos da zona rural. Dias e Dias que as crianças não vão as escolas. Na rodovia PalmasxLageado já fazem Dias que a Van não aparece. Crianças com 11 anos que não sabem ler nem escrever.. Como aprender se não podem assistir às aulas? Cadê a Prefeitura? Cadê a Secretaria de Educação?

  • Odilon
    02/04/2024

    Aqui no Tocantins tem o PROFE, mas e só para os privilegiados.

  • Valdenor Alves Cirqueira
    02/04/2024

    Muito ruim o resultado do Tocantins

  • Lucia Vania Ferreira Rodrigues
    02/04/2024

    Não é de se esperar diferente, quando se prioriza a política ao invés da educação. Prova disso, é o tanto de aprovados no último concurso do estado que aguardam serem chamados para posse das vagas nas quais foram aprovados, enquanto teem suas vagas lotadas por contratos.

  • Joselice Ribeiro Gomes
    02/04/2024

    O estado deverá ouvir/aceitar as ideias dos educadores que vêm de outros estados, evitar as interrupções das aulas para participações excessivas em eventos, investir mais em qualidade de prédios escolares e recursos didáticos, bem como em capacitações, especializações de educadores. Também apoiar educadores quando corrigem alunos que tomam atitudes deseducadas.

  • Edmilson Damaceno Messias
    02/04/2024

    Infelizmente grande parte das famílias não acompanham a educação dos filhos, deixam tudo por conta do professor.

Ponto Cartesiano

A intenção do governo é boa: publicou (novamente com correções) ontem a Medida Provisória 09, de 17 de abril de 2024. Pela l&o...

O vereador Josmundo (PL) – presidente da CPI da BRK – é um gaiato. Se não fosse pago pelo contribuinte para representá-lo no poder Legislativo, ser...

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Morais, negou neste sábado Reclamação da BRK contra a convocação do CEO da empresa, Ale...