Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
  • Home
  • Estado
  • Homem é condenado a 8 anos de prisão por tráfico de drogas em Palmas
Estado

Homem é condenado a 8 anos de prisão por tráfico de drogas em Palmas

A Justiça condenou Jean Carlos Duarte de Carvalho a oito anos de prisão pelos crimes de tráfico de drogas, posse e porte ilegal de arma de fogo. A decisão, proferida nesta quinta-feira (06/12), é do juiz Luiz Zilmar dos Santos, da 4ª Vara Criminal da comarca de Palmas.

Conforme consta nos autos, a polícia flagrou o réu, em abril deste ano, em uma via pública na quadra 108 sul, portando uma arma de fogo e munições intactas. Na residência do acusado, outra arma foi apreendida, além de 10 gramas de cocaína, uma balança de precisão, anotações da venda de entorpecentes e R$ 179 em dinheiro. Na ocasião, Jean informou à polícia que iria se encontrar com uma mulher para receber mais drogas e, ao abordarem a denunciada, os policiais encontraram mais um revólver, munições, dinheiro e drogas.

Ao julgar o caso, o magistrado entendeu que o material encontrado com o réu  comprovou “vínculo direto à atividade de traficância” e condenou Jean Carlos a cinco anos de reclusão e pagamento de 500 dias multas por tráfico de drogas (artigo 33, caput, da Lei n°11.343/06). O réu ainda foi sentenciado a um ano de reclusão e pagamento de 10 dias multas por possuir e guardar arma de fogo (artigo 12 da Lei n° 10.826/03) e mais dois anos de reclusão e pagamento de 10 dias multas por porte ilegal de armas (artigo 14 da Lei n° 10.826/03). Ao todo o réu terá que cumprir oito anos de reclusão, em regime fechado. “Assim o faço em razão do envolvimento do acusado com facção criminosa, bem como pelo fato de ter admitido no interrogatório a existência de uma condenação e outra ação penal em andamento na Comarca de Porto Nacional”, concluiu o magistrado.

Confira a sentença.

Posts relacionados

“Tem previsão orçamentária, não é aumento de salário, nem reivindicação elitista. Os servidores continuarão a lutar por justiça”, reagem sindicatos em Nota sobre rejeição da PEC do Subteto

luizarmandocosta

AL pede que Estado convoque aprovados da Polícia Civil

luizarmandocosta

Justiça nega recurso da Câmara de Palmas contra lotação de servidores efetivos no controle interno

luizarmandocosta

Deixe seu comentário