Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
  • Home
  • Ponto Cartesiano
  • Gaiola das loucas – Parte 2: Governo vai mesmo promover policiais contra sua própria lei. Palácio e Comando no corre-corre das listas urgentes nesta quarta!! Loucura total!!
Ponto Cartesiano

Gaiola das loucas – Parte 2: Governo vai mesmo promover policiais contra sua própria lei. Palácio e Comando no corre-corre das listas urgentes nesta quarta!! Loucura total!!

8mCaros, como apurou este blog nesta manhã, o clima é de euforia e loucura total no Comando da Polícia Militar do Estado e do Palácio Araguaia. O governo decidiu contrariar sua própria lei (aprovada pelos deputados na MP 02) e conceder promoções/progressões na Polícia Militar.

Não há indicativos se vai pagar ou não. A MP 02 (transformada em lei no dia 28 de março de 2019) proíbe a concessão e o pagamento!!!Para todos os servidores públicos do Estado por 24 meses!!! Ou PM não é servidor público ou a lei não vale!!!

Veja o texto da MP 02 (aprovada em 28 de março):

MEDIDA PROVISÓRIA NO 2, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2019.
Suspende os reajustes e progressões que especifica, e adota outras providências.
O GOVERNADOR DO ESTADO DO TOCANTINS, no uso da atribuição que lhe confere o art. 27, §3o, da Constituição do Estado, adota a seguinte Medida Provisória com força de lei:
Art. 1o-São suspensos pelo período de 30 meses:
I – o reajuste de gratificações, de verba indenizatória de indenização pecuniária, de produtividade por desempenho de atividade e de ressarcimento de despesa;
II – a concessão de progressões funcionais previstas nas leis dos diversos quadros de pessoal que integram o Poder Executivo Estadual.
§1o- O disposto no inciso II deste artigo abrange também os procedimentos conducentes à concessão dos respectivos benefícios, excetuando-se a oferta e a realização dos correspondentes cursos de formação preparatórios para tanto.

São cerca de 2 mil promovíveis. As listas já estão quase prontas, como confidenciou um oficial da PM a este blog nesta manhã. “Uma correria infernal”, traduziu o oficial e completou: só não serão efetivadas (as promoções) se houver ordem judicial em contrário.

As promoções na PM envolvem aumento de despesas de pessoal na Corporação por volta de R$ 2 milhões ao mês (R$ 1,7 milhão custou a última promoção de 1,5 mil PMs em 2016).  Ou R$ 24 milhões por ano. Só nas promoções. Os militares também não sabem se o governo irá pagar as promoções ou fazê-las e seguir o que dispõe a MP: prazo de 24 meses.

E aí outro problema: há cerca de 400 policiais esperando as promoções para protocolarem o pedido de reserva remunerada (aposentadoria). Aposentarão com um salário de uma patente, mas receberão a aposentadoria do Igeprev com que teto salarial? Da promoção ou do financeiro que receberão na prática no período? No primeiro caso, como será feito ao Igeprev o ressarcimento já que o governo somente repassará a contribuição sobre o valor pago!!

Posts relacionados

3ª cota de outubro de FPE cai na conta: R$ 78,7 milhões. STN prevê aumento de repasses até dezembro

luizarmandocosta

MDB não tem mais qualquer práxis no Estado. Se sua prática transformasse realidades, estaríamos certamente pior

luizarmandocosta

Previsibilidade dos brucutus!!! Partido Novo circula petição on-line pedindo retorno de delegado e cassação de deputado!!!! Já teria apoio de 7 mil em dois dias!!!Bingo!!!

luizarmandocosta

Deixe seu comentário