Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Categoria : Ponte Aérea

Ponte Aérea

Na morte, o que não teve em vida

luizarmandocosta
Os políticos que não lhe dedicaram respeito em vida, estão a circular notas de pesar pela morte de dona Raimunda, a líder quebradeira de côco. Dizia passar necessidades financeiras e problemas de saúde nos últimos meses. Ainda que usada politicamente por candidatos nas eleições, não teve, salvo raras exceções esporádicas, o apoio necessário em vida como sugerem solidarizar-se os políticos no seu desaparecimento. Uma grande liderança comunitária muitas vezes usada por movimentos ideológicos quando representava, literalmente, um símbolo de resistência de moradores sem renda na região mais miserável do país, o Bico do Papagaio, negligenciada pelos mesmos que a celebram na sua partida. Ou seja: simbolizam que, se há a necessidade de se continuar a mesma luta na celebração da líder, é porque pretendem manter as causas que a impulsionam.
Ponte Aérea

Foras da lei

luizarmandocosta
O deputado Paulo Mourão numa luta vã: conseguiu aprovar requerimento para realização de audiência sobre relatórios fiscais do governo mas o Legislativo não move uma palha para realizá-la. O governo até hoje não mandou o balanço de 2017 e os balancetes dos dois quadrimestres ao Legislativo. Uma obrigação constitucional descumprida no nariz dos deputados, Tribunal de Contas e Ministério Público.
Ponte Aérea

Urgência de 30 anos

luizarmandocosta
Requerimento da deputada Luana Ribeiro (presidente) foi aprovado em regime de urgência no Legislativo (divulgado ontem, 6 de novembro) para a realização no dia 20 de novembro de 2018 de sessão solene com a finalidade de celebrar os 30 anos de criação do Tocantins.  Como se sabe, o Estado foi criado no dia 5 de outubro de 1.988 e 30 anos era algo inexorável que aconteceria em….30 anos, uma data com prazo datado e imutável dado o ponto de partida e a inexorabilidade do ponto de chegada: 5 de outubro de 2018. Urgência!!! Os deputados a aprovaram sem importarem-se com esse negócio de lógica, razão ou vergonha alheia.
Ponte Aérea

Terceirização do PreviPalmas

luizarmandocosta
O ex-prefeito Carlos Amastha disse em seu depoimento ontem na CPI que os ex-presidentes do PreviPalmas eram indicações de partidos políticos. Um deles, inclusive, do MDB, do governador cassado Marcelo Miranda, um dos seus antípodas. Outro, Max Fleury, colocado sobre meio bilhão de reais (patrimônio do PreviPalmas) seria preposto do então nanico PSL, hoje do presidente eleito Jair Bolsonaro. Mas adversário de Amastha (Cesar Simoni) nas eleições estaduais. Se houvessem responsáveis e impropriedades, pela tese, estas seriam dos partidos. Amastha, assim, como Pilatos, lava as mãos.
Ponte Aérea

Jurisdição de Deus

luizarmandocosta
O deputado federal Carlos Gaguim, não resta dúvida, é um dos parlamentares mais leves por aí. Não transforma adversários em inimigos e vê com naturalidade questionamentos sobre sua carreira política. E segue em frente. Não à toa, indagado sobre os 153 processos que responde (divulgados pelo Estadão) teria  se saído: “Desses processos eu já ganhei 46, só faltam uns 100 e se Deus quiser vamos ganhar todos”. Na verdade, se ganhar os 100, faltariam ainda sete que, pelo jeito, o deputado não colocou sob a jurisdição de Deus.
Ponte Aérea

Toinho dentro

luizarmandocosta
O deputado Toinho Andrade tem tudo para ganhar o apoio de Mauro Carlesse. Um dos primeiros a mudar de partido para seguir com o Governador, tem experiência no Legislativo e aparentemente sem quaisquer arestas na Assembléia. Conciliador, pode emplacar seu nome na sucessão na Casa. Ao contrário daqueles que estão nos bastidores, foi à boca de cena: quer presidir o Legislativo. Obteve a sétima maior votação nas últimas eleições.
Ponte Aérea

Uma história diferente

luizarmandocosta
O prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia, segue com sua administração. Depois de receber a prefeitura cheia de dívidas (como ele já disse) encontra-se, agora, fazendo obras. Pelo ar da conversa com este blog, Maia não vai deixar passar a oportunidade de se candidatar à reeleição. “Para continuar o que começou”. A população e as obras na cidade já começam a dar-lhe razão. Parece querer escrever uma história diferente de seu ancestral, Aquiles Maia, não compreendido na sua administração em Porto Nacional.
Ponte Aérea

Cíntia e Amastha preocupam adversários que os defendem separados

luizarmandocosta
Cintia Ribeiro decidiu dar rosto à sua administração. Obviamente que sob orientação de Carlos Amastha. Ainda que tenha demonstrado competência no cargo, Cíntia não teve tempo para fazer seu próprio grupo e tem demonstrado lealdade ao ex-prefeito. Não bastasse ter obtido do ex-prefeito defesa fundamental contra Ataides de Oliveira (presidente do seu partido) foi a escolhida por Amastha não sem motivos. Ter o apoio de Carlos Amastha em 2020 tem feito dela e de sua relação com o ex-prefeito, motivo de variadas interpretações que não se enquadram na lógica política que os dados colocados induzem.
Ponte Aérea

Chumbo grosso no governo e deputados

luizarmandocosta
Deve vir chumbo grosso para o governo e os deputados. Depois da rejeição da PEC do Subteto, os auditores fiscais pretendem acionar o Ministério Público Estadual ação contra as renúncias fiscais do governo que representariam frustração de receitas e impactam muito mais que a PEC no ajuste fiscal. Renúncias que os parlamentares aprovam todos anos. Para 2019, já estão previstas isenções de R$ 427 milhões. Para Jorge Couto, do Sindare, uma hipocrisia.
Ponte Aérea

Uma tragédia anunciada! Não há fiscalização sobre peso na ponte de Porto

luizarmandocosta
A rachadura ainda está lá. Mas neste final de semana caminhões acima do peso (30 ton) trafegavam normalmente sobre a ponte do rio Tocantins em Porto Nacional. Aliás, é recorrente a falta de fiscalização. Em 2017 a Defensoria chegou a oficiar ao Ministério Público. Parece que só irão fiscalizar (ou fazer uma nova ponte) quando a velha ponte cair. Uma tragédia anunciada, prevê-se, de largas proporções dada a quantidade de, pessoas, motocicletas, veículos de passeio e de cargas que por ali trafegam diariamente.