Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
  • Home
  • Ponto Cartesiano
  • Planalto confirma: manda esta semana ao Congresso pacote de ajuda a Estados endividados!!! Tocantins fora de ajuste mas dentro da grana!!! Investiu menos de R$ 1 milhão no 1º bimestre!!!
Ponto Cartesiano

Planalto confirma: manda esta semana ao Congresso pacote de ajuda a Estados endividados!!! Tocantins fora de ajuste mas dentro da grana!!! Investiu menos de R$ 1 milhão no 1º bimestre!!!

O governo federal anunciou ontem que esta semana sai aquele pacote de ajuda aos Estados. Na verdade, o governo federal vai conceder avais a empréstimos de R$ 13 bilhões por ano em quatro anos aos governos dos Estados que não podem, hoje, contrair dívidas com avais da União.

O governo do Tocantins é um deles. Não pode porque está na letra C do Tesouro. É pior desempenho da região Norte onde os demais Estados, todos, estão na letra B.

Janela aberta para os empréstimos de R$ 739 milhões com Caixa e BB e desovar os 1,5 bilhão de dólares captados de instituições internacionais. O Estado tem capacidade de endividamento de R$ 14 bilhões!!!!

O problema é a capacidade de pagamento. O Tocantins está sem liquidez. Há mais obrigações financeiras que disponibilidade de caixa. Ou: saldo negativo. Não sobra nem o valor das prestações. É uma incógnita, assim, como fará para pagar as novas prestações, juros e encargos de novos empréstimos.

Este aí é só um ponto. O governo também gasta mais que o permitido com salários pela Lei de Responsabilidade Fiscal há 15 quadrimestres. Desde o segundo quadrimestre de 2014.

E precisa de dinheiro para investimentos. No primeiro bimestre deste ano, o Tocantins é, junto com o Acre, os piores desempenhos do país: investiram menos de R$ 1 milhão no bimestre. Dados do governo federal.

De qualquer forma, a decisão política de Jair Bolsonaro é abrir essa janela aos governos. Mas tem que passar pelo Congresso. E aí o problema: a mudança altera os critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal, uma lei complementar. E não só uma portaria do Ministério da Fazenda. De outro modo: a grana pode demorar mais do que se pensa.

Deputados e senadores podem até aprovar a sinecura, mas, dependendo da forma como o farão, corre-se o risco de interpelações no Supremo Tribunal Federal.

Posts relacionados

Poderes do Estado consumiram juntos no 1º QD 67,12% das receitas com salários quando máximo da lei é 60%. Mas deputados querem criar um Proconzinho, com mais cargos e salários, para chamar de seu!

luizarmandocosta

Estudo do IBGE nesta quarta demonstra que no Estado 226 mil pessoas tem renda inferior a um terço do salário mínimo. Mas deputados estão inquietos hoje por outros motivos: polícia e MPE

luizarmandocosta

Gaiola das loucas – Parte 2: Governo vai mesmo promover policiais contra sua própria lei. Palácio e Comando no corre-corre das listas urgentes nesta quarta!! Loucura total!!

luizarmandocosta

Deixe seu comentário