Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
  • Home
  • Ponto Cartesiano
  • Cínthia na contramão da farra fiscal: prefeitura fecha 1º quadrimestre de 2019 gastando 2% menos com salários que 1º QD 2018 e elevando receitas em 9%!!
Ponto Cartesiano

Cínthia na contramão da farra fiscal: prefeitura fecha 1º quadrimestre de 2019 gastando 2% menos com salários que 1º QD 2018 e elevando receitas em 9%!!

Disputas político-partidárias terminam por encobrir, de forma recorrente, o que interessa ao cidadão exigir do seu representante. A campanha eleitoral na Capital foi antecipada praticamente um ano. É do jogo democrático que a oposição exerça o seu papel de oposição afinal, é razoável supor que tenha um projeto diferente da situação para a cidade caso contrário não projetaria adversidades ou não estaria do outro lado. O dualismo situação/oposição não é só defensável, mas necessário. Assim como a dubiedade lhe é prejudicial.

Os pretensos candidatos ao cargo ocupado por Cínthia Ribeiro ainda não calibraram seus discursos.Muitos sequer o demonstraram. São os mais pragmáticos e de maior poderio ofensivo ao projeto político de reeleição da prefeita porque não expõem ( e não se expõem) com tanta antecedência por cálculo eleitoral. Já estão pontuados na cidade ao contrário dos que estão  colocando o rosto para fora cuja exposição a eles pode ser mais producente que o ônus do desgaste dela proveniente.

Não é tarefa fácil ocupar-se, nas atuais circunstâncias, de críticas pontuais e eleitorais à prefeita. Do ponto de vista administrativo e fiscal, Cínthia Ribeiro melhorou a prefeitura e,.políticamente, tem ocupado espaços no consciente popular com a agenda intensa de obras e eventos. Vem daí o efeito iô-iô-iô, dos vereadores que ora a enfrentam e noutras sentam-se à sua mesa. E Cínthia tem apenas um ano no cargo.

O relatório do primeiro quadrimestre de 2019 não deixa margem de dúvidas. A prefeitura diminuiu em um ano os gastos com salários. E aumentou a receita corrente líquida. Ou seja: elevou sua liquidez e, por conseguinte, a capacidade de pagamento que falta ao governo estadual, com disponibilidade de caixa.

Se no 1º QD de 2018 (quando assumiu o cargo como titular) a prefeitura de Palmas consumia 49,13% de suas receitas com salários de servidores (o limite máximo é de 54% para prefeituras), fechou o 1º QD de 2019 gastando apenas 48,2%. Um corte de cerca de 2%,  índice menor que a inflação do período de 4,94%. Ou seja: teria, na verdade, reduzido a despesa em quase 7%. (6,94%), a inflação (que é repassada aos salários) mais os 2%.

Já a receita corrente líquida apresentou um crescimento positivo de cerca de 9% em um ano. Também acima da inflação. Passou de R$ 961 milhões (1ºQD/2018) para os atuais R$ 1,046 bilhões (1ºQD/2018).

E uma diferença que termina por zerar os efeitos da elevação da dívida pública (7,5%) que passou de R$ 146 milhões (abril do ano passado) para os atuais R$ 157 milhões sem que a prefeitura tomasse novos empréstimos.

Apenas contabilizando precatórios (posteriores a 5 de maio de 2000)  no  valor de R$ 29,7 milhões no 1º QD 2019 quando, no primeiro quadrimestre de 2018 (ainda sob Carlos Amastha), a prefeitura só havia contabilizado no balanço R$ 1,1 milhão de precatórios vencidos.

De outro modo: os adversários de Cínhia Ribeiro neste setor aí, pelos números publicados, não tem,racionalmente, muito a que opor-se à prefeita.

Posts relacionados

Governo faz mudanças no Legislativo e Secretarias e, de quebra, aumenta em 30% cargos na Governadoria por MP, modificando lei que só tem quatro meses

luizarmandocosta

Gasto do governo com salários de todos os poderes excedeu meio bilhão de reais ao limite prudencial!!! Balanço publicado na 4ª revela que despesa bruta de pessoal já consome 90% das receitas líquidas!! Data-base como???

luizarmandocosta

Das emendas parlamentares no OGU de 2018 e 2019, apenas 0,018% foram liquidadas e pagas no Estado

luizarmandocosta

Deixe seu comentário